KISMIF Conference

PRE-RELEASE | “KISMIF Edited collection: DIY Cultures and Underground Music Scenes” (21 July 2016)

Preço: Grátis

Presentation: ANDY BENNETT, School of Humanities, Griffith Centre for Social and Cultural Research, Griffith University, KISMIF Project, Australia | PAULA GUERRA, Faculty of Arts and Humanities, Institute of Sociology, University of Porto, Griffith Centre for Social and Cultural Research, KISMIF Project Coordinator, Portugal

Description:

O conceito de produção cultural DIY ganhou grande impacto durante o fim dos anos 70 com a emergência do punk. Desiludidos com a indústria musical do meado dos anos 70, artistas de punk rock criaram uma plataforma alternativa para a produção e distribuição de música através de labels pequenas e independentes (ver Laing, 1985). Isto veio a provar-se um catalisador da criação de uma ética e estética DIY mais abrangente, que estaria na base do sucesso dos estilos musicais punk e post-punk do fim dos anos 70 em diante. De facto, falar de cenas e culturas musicais DIY num contexto contemporâneo é falar de um fenómeno que é efectivamente global no seu escopo. Este livro procura então, pela primeira vez, examinar a influência global e impacto das práticas culturais DIY no modo como isso informa a produção, performance e consumo de música underground em diferentes partes do mundo. O livro congrega uma série de estudos originais sobre actividades musicais na Europa, América do Norte e do Sul, Ásia e Oceânia. Os capítulos cuidadosamente selecionados combinam notas de autores académicos experientes como sejam Will Straw, Andy Bennett ou Carles Feixa (responsáveis por desenvolver algumas das matrizes conceptuais centrais no estudo das práticas musicas DIY) com o trabalho de académicos mais jovens, muitos dos quais estão directamente envolvidos nestas cenas musicais contemporâneas. Na sua análise da praxis musical DIY num contexto global, o livro começa por revisitar e reavaliar vários temas chave e assuntos que têm vindo a ser analisados em termos de significados culturais de alternativa e underground, tais como noções de espaço, local e identidade, ou a economia política da prática DIY. O livro explora ainda o modo como estes factores têm caracterizado as cenas musicais e alternativas, no impacto sentido pelas mudanças tecnológicas (nomeadamente a disponibilidade de media digitais). Por fim, ao notar a proximidade do 40º aniversário da prática cultural de DIY associada ao punk e pós-punk, o livro considera o modo como as culturas DIY têm sido embutidas na memória cultural e colectiva, bem como nas geografias emocionais dos lugares. Combinando dados de alta qualidade com conceptualizações inovadores, no contexto de um corpo de trabalho que vai desde estudos de música popular, estudos culturais e de media, e sociologia, o livro oferece uma série de caminhos inovadores no estudo das culturas DIY e cenas underground/alternativas

Cibermúsica [Cybermusic], Casa da Música | Curated by Paula Guerra and Tânia Moreira

Share

Recent comments

Deixe uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

LOGO-KISMIF project
KISMIF Conference 2016_ Aftermovie
>>>