Dossiê Temático: “À margem: Resistências e Reexistências na Literatura Brasileira”

40.ª Edição da Revista Travessias

Orientações para submissão: http://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/index

 (v. 14, n. 2, maio/ago. 2020)

Organizadoras: Dra. Maria Carolina de Godoy (UEL), Dra. Patrícia Marcondes de Barros (UEL) e Dra. Paula Guerra (UPORTO).

Submissão até 31 de julho de 2020.

RESUMO: Este Dossiê agregará trabalhos sobre a literatura brasileira denominada como marginal, desde aquela coadunada com a contracultura dos anos 1970 às vozes periféricas atuais. O termo literatura marginal nasceu por volta dos anos 1970, conhecido como poesia marginal, independente ou geração mimeógrafo, em função dos meios diferenciados de produção e difusão de suas mensagens que caminhavam na contramão dos ditames institucionais e comerciais. Esta literatura ofereceu novos significados a política e a estética em meio à repressão militar, ganhando outras conotações em fins da década de 1980, tornando-se um manifesto de vozes à margem da sobrevivência, excluídas socialmente, correlacionadas com a chamada Literatura Periférica. A potência da literatura feita às margens, resistência e reexistência frente ao sistema estabelecido, será mote do presente dossiê, em suas variadas linguagens, temas, meios e contextos.

PALAVRAS-CHAVE: Literatura Marginal; Literatura Periférica; História da Literatura Brasileira.

Share